3 de maio de 2013

Mapa do Tesouro



 

 O Mapa




São Paulo, Maio de 1988, o despertar de um novo dia trazendo uma nova fonte de inspiração, olhando pela janela vejo o sol entrar, com seu brilho devasta a escuridão do quarto e traz a alegria ao coração por saber que hoje verei pessoas novas e terei oportunidade de entrar em um novo mundo.


Me levanto, dou um sonoro bom dia para o mundo e inicio meu dia. Hoje é um dia especial e sei que vou ter uma grande experiência espiritual. Passo o dia pensando no encontro que eu teria a noite, e quando menos espero, já é noite e estou em um lugar rodeado de pessoas de branco, que já não são elas mesmas, mas que trazem uma sabedoria que espanta, eu fico sem palavras, sentindo que já sabia o que ocorria ali, mas que não era hora de fazer nada e sim de sentir a boa energia que fluía.


Me divertia com tudo que acontecia, os tambores batendo, (inclusive eu tocando em um) as pessoas cantando, e principalmente a harmonia e alegria de todos dançando. Este foi o primeiro passo que dei a caminho de convívio com a espiritualidade e a partir daí não parei mais.


Em vários momentos eu sabia o que tinha que fazer, era uma voz interna que me dizia, “faça isso”, e eu seguia, cada vez que precisava ouvir esta voz eu fica mais quieto, ouvia o som do meu coração, e assim percebi que esta voz estava em mim, era um ponto forte de minha própria energia. Esta voz me ensinou a crescer, e me deu um reino todo para dominar, e para ser líder, este reino cresceu com determinação e conhecimento.


Dúvidas apareciam neste caminho, mas o planejamento e a direção pré-determinada mostravam que com disciplina eu teria a sabedoria necessária para enfrentar as mudanças, sem me cobrar demais ou me sentir sem força para continuar. Houve transformações que vieram e que eu precisei de tranquilidade e confiança em forças maiores para não cair na confusão e me perder, assim criei bases sólidas para apoiar minhas esperanças, aprendi a magia interna que reflete no mundo e usando-a vi cada vez mais alegrias aparecendo e trazendo momentos profundos de avaliações, me realizei naquela época e continuo me realizando através do saber e sentir-se livre.


Hoje mais maduro sei que para manter e conquistar reinos, constantemente preciso olhar meu mapa, ele me diz o caminho do tesouro e a cada pequena joia conquistada, mais e mais meu baú se enche.


Agradeço ter encontrado o mapa de minha vida, agradeço a benção de ter muitos amigos que convivem em meu reino,  e principalmente agradeço ao universo por deixar eu ser um

viajante que hoje tem um mapa que não me deixa perdido e sem direção. Obrigado ao mestre que me forneceu este mapa e o colocou em mim juntamente com outros bens que me chegaram a partir dai.


A vida cresce e flui, e a cada dia sei que caminho para o melhor, pois com meu mapa não desviarei nem precisarei me perder para saber que estou no caminho certo.





QUE O AMOR REINE EM SEU CORAÇÃO!

Clovis Karuman

Nenhum comentário:

Postar um comentário